Esqueletos no armário do Museu da Farmácia

Rabiscos digitais de objectos do Museu da Farmácia para o cartaz do último encontro dos FotoSketchers 2 Linhas, a partir de fotografias da colecção exposta online.

Anúncios

Cartaz digital para o Encontro FS 2´´ no Museu Geológico

Desde o principio do ano, tenho este projecto de criar imagens digitais. Os cartazes para os encontros do grupo FotoSketchers 2 Linhas são um excelente exercício. Para os criar inspiro-me em fotografias e em desenhos já criados, meus ou de outros membros do grupo ou de autoria dos museus ou outros espaços culturais a visitar.

Para o encontro no Museu Geológico, em Lisboa, inspirei-me em desenhos da Teresa Ogando e da Marilisa Mesquita.

Ando a tentar trabalhar com fundos negros, mas parece-me que vou seguir o conselho da Marilisa e passar a usar fundos brancos ou muito claros, porque resulta melhor para divulgar nas redes sociais. Um bom exemplo, parece-me ter sido um dos cartazes anteriores.

#VirtualJumpSketch | Sydney Opera House, Australia

Em Português em baixo.

Before 2019 has started (it will be much better than 2018… there is no other chance), in a lightspeed thought, I wished for a virtual jump to Australia. Then, I’ve decided the next Virtual Jump Sketch would be the fantastic building Sydney Opera House through an online trip.

Sydney Opera House by Rita Caré | #VirtualJumpSketch January 2019

The first objective of this project is not to draw. No! It’s an excuse to travel and explore far faraway worlds. If possible, strange ones. This incredible building has many Histories to tell us. Also stories… ;-) It is one of the most known buildings in all world, a symbol of Australian Nation and it is classified as World Heritage from UNESCO.

I found a wonderful video of the “Badu Gili 2018” show. Then, I lost myself for hours drawing and explore digital sketching. I watched those images once and once again.

P.S. Do you know that Sydney is one of the first cities in the world celebrating the new years eve?

Agora em Português…

Nas vésperas deste 2019 (que será melhor que o 2018… não há outro remédio…), num ataque súbito, deu-me uma grande vontade de saltar virtualmente à Austrália. Vai daí e decidi que o próximo Desafio do Salto Virtual #VirtualJumpSketch seria ao incrível edíficio Sydney Opera House numa viagem online.

Sydney Opera House, Australia, by Rita Caré, Virtual Jump Sketch, Drawing Challenge, Teatro de Ópera, Sydney, Austrália, Desafio Salto Virtual, Desafio de Desenho, Salto Virtual
Sydney Opera House by Rita Caré | #VirtualJumpSketch January 2019

O primeiro objectivo deste projecto não é nada desenhar. Isso é apenas uma desculpa para explorar mundos longíquos e, de preferência, estranhos. Este edifício tem as suas Histórias, além de que é um dos mais conhecidos no planeta, e um símbolo da própria Nação Australiana. É também classificado como Património Mundial da UNESCO.

Entre muitas opções para espiolhar histórias dei com um vídeo do maravilhoso espectáculo “Badu Gili 2018”. A partir daí perdi-me em horas e horas de prática de desenho digital vendo e ouvindo uma e outra vez essas imagens.

Sydney Opera House, Australia, Virtual Jump Sketch, Drawing Challenge, Rita Caré, Teatro de Ópera, Sydney, Austrália, Desafio Salto Virtual, Desafio de Desenho, Salto Virtual
Sydney Opera House | #VirtualJumpSketch January 2019

Rabiscos Digitais: Mais uma tentativa para ficar…

Passar um fim-de-semana de meias e com rabiscos no quentinho, a fingir que se tem 5 anos, convivendo com a Alice é muito abraçado. Aprender com  Alice também, porque nenhuma criança de 5 anos sem pré-aviso tem medo de agarrar num tablet a sério e explorar as ferramentas sem dificuldade nenhuma. Parecem eles que já vêm com chip instalado…

Titá muito favorecida…
Não se deixem enganar isto é um avião…

Não tenho problema nenhum de a sentar ao meu lado e passar-lhe uma fortuna para a mão, desde que esteja de olho. A Alice é uma criança sossegadinha e que adora rabiscar como todas as crianças. A facilidade com que usou a caneta digital Surface, pesada, foi incrível. Mesmo muito. E aprendi tanto, porque a Alice não teve os medos adultos de estragar a ponta e por isso fez a pressão intuitiva para criar traços largos! Levou o precioso objecto ao limite, coisa que eu demoraria muito tempo a fazer. 

digital sketches, sn challenge, sn hangout, Rita Caré

Entretanto, quando fiquei a sós com a tecnologia atirei-me para os exercícios SN_Challenge do projecto SN_Hangout da Makayla Lewis para me motivar a não desistir das minhas explorações. Estes rabiscos, que significam metade do desafio, demoraram 3 horas a criar. Com materiais clássicos demoro 1 a 1h30 acumprir o desafio, dependendo da dificuldade do tópico proposto. Chegarei lá no digital :)

Qual é o programa utilizado… Não digo. Mas deixo a dica que deixo sempre para os materiais clássicos. Se querem saber do que gostam e querem usar têm que experimentar tudo o que vos aparece disponível. 

1ª Reportagem Gráfica com Ciência | Peixes também precisam de amigos!

1ª Reportagem Gráfica com Ciência
Os Peixes também precisam de amigos!

Ler Comunicado do IGC – PT Read IGC Press Release – ENG

Equipa de cientistas do Instituto Gulbenkian de Ciência, do ISPA – Instituto Universitário, e da Fundação Champalimaud, demonstraram que os peixes-zebra precisam de suporte social para ultrapassarem situações adversas. Ou seja, os peixes-zebra precisam de amigos para viverem a vida com maior qualidade quando se vêem perante alguma ameaça.

Esta investigação sugere que a espécie de peixe-zebra é assim um modelo biológico de eleição para estudar comportamentos sociais e os mecanismos neurais subjacentes.

Ana Faustino explicou que “Apesar do comportamento de suporte social do peixe-zebra não ter a complexidade do suporte social verificado em humanos, a investigação em peixe-zebra vai permitir-nos explorar em profundidade os mecanismos neurais envolvidos neste comportamento social tão central para o bem-estar e saúde mental humana, nomeadamente pela relevância que assume em determinadas doenças psicológicas, como é o caso da depressão”.

O artigo científico no qual este tema foi explorado está publicado na revista Scientific Reports.

Ler o comunicado de imprensa completo do IGC em Português.
Read the full version of IGC press release in English.

Reflexão / Auto-crítica:

  • Esta reportagem não demorou muito tempo a criar, porque o comunicado do IGC explica muito bem os pontos chave relacionados com a investigação, o que permitiu que a estrutura desta reportagem seja bastante simples.
  • Inspirei-me nos peixes da aguarela publicada com o comunicado, que é belissima.
  • Preciso de continuar a praticar, a praticar, a praticar a escrita à mão, que no tablet ainda é um desafio maior.
  • Estou muito feliz com esta reportagem gráfica! :D

NOTA ADICIONAL

Esta imagem teve mais de 3000 visualizações na minha Página do Facebook em poucas horas, após o IGC a ter partilhado na sua própria página. Isso foi muito motivador para mim e por isso considero os Rabiscos de Ideias cada vez mais importantes para mim e para quem os pratica e divulga.

Reportagem Gráfica - Os Peixes também precisam de Amigos
Reportagem Gráfica – Os Peixes também precisam de Amigos

Torre de Babel digital

RitaCare-CapaCidadesInvisiveis-ATorredeBabel-Jan2018

Ando a namorar de ler “As cidades Invisiveis” de Italo Calvino, mas não há meio…  Os livros esperam, esperam por nós eternamente até ao dia… Este espera há anos. Este, cuja a capa rabisquei no tablet, até já tem as folhas amarelas. Possivelmente já eram um pouco amarelas quando o comprei, não me lembro onde…

 

Define-te Rita… | Prefiro desenhar-me…

Ontem fui entrevistada por uma aluna do Mestrado de Comunicação de Ciência, para a disciplina de Jornalismo de Ciência e Tecnologia. A Carolina Figueira tem que escrever o meu perfil. Estivemos bastante tempo à conversa sobre o meu passado, o que tenho feito na Vida por aí. Ela vai falar com algumas pessoas muito importantes da minha vida pessoal e profissional para compor o seu trabalho.

Estou um bocado nostálgica hoje.

Tenho saudades tuas Pata. Não sinto falta nenhuma dos tempos de garotas e do início da vida adulta, mas tenho saudades nossas, das conversas noite dentro sobre quase tudo, de rirmos tontas de coisas que só nós percebíamos. Tantas vezes não precisavamos de falar, bastava um olhar e sabíamos o que estavamos a pensar.

Durante a entrevista, a Carolina pediu-me para eu me definir. Respondi-lhe que preferia desenhar-me! Fiz um desenho muito à pressa e muito feio no caderno dela. Vim para casa pensar nisso e hoje de manhã criei este desenho digital que é o novo logo para o meu blog dos Rabiscos de Ideias, o Papiro Gráfico, que anda ainda mais quieto do que este blog, mas isso vai mudar em breve.

Rita Caré - Ainda não acabei de pensar nisso... 22 Nov 2017

Não sei se eu e a Pata realmente compreendemos o que significa que “eu ainda não acabei de pensar…” Nunca vou acabar de pensar nisto, naquilo e em tudo o que me interessa e me apaixona, por exemplo: de onde viemos, para onde vamos…?

A Pata nem sempre compreende porque é que eu perco o meu precioso tempo a pensar “demais”, mas aceita-me como Sou. Talvez seja das poucas pessoas que me aceita como sou, a Tita.