Vídeo | Relevância | Porquê que as pessoas voltam para usufruir da Cultura?

Nina Simone Museum

Neste vídeo, a Nina Simone aborda um dos meus temas predilectos, a Relevância e os motivos pelos quais as pessoas voltam uma e outra vez para usufruir das actividades e das instituições culturais. Esse regresso acontece, porque o que lhes é oferecido traz grande significado para as suas vidas e também, porque nutrem um sentimento de pertença a esses lugares de criação de memórias.

Nina Simone é considerada uma importante profissional da divulgação cultural e dos Museus. Pelas redes sociais está espelhado o quanto a comunidade de profissionais destas áreas a respeita e sente grande entusiasmo e inspiração pelas suas comunicações.

É “best seller” com os seus livros «The Participatory Museum» (2010) e «The Art of Relevance» (2016) e autora do blog Museum 2.0. Esta comunicação teve por base o seu segundo livro e foi realizada durante a Conferência Internacional do ECSITE 2017.

 

 

Anúncios

A História dos Urban Sketchers pelo fundador Gabi Campanario

Gabi Campanario - Key Note Speaker - 8SimposioUSk2017
A comunidade de Urban Sketchers celebra por estes dias 10 anos de actividade. Mais de 550 pessoas de 34 países estão neste momento no 8º Simpósio Internacional dos Urban Sketchers, em Chicago, nos Estados Unidos da América.

A História do início desta comunidade foi contada ontem pelo fundador Gabi Campanario, na sessão de abertura do simpósio, e está disponível no canal de You Tube dos Urban Sketchers Internacional.

A minha vida mudou para sempre para muito melhor desde que apareci naquele dia inesquecível, em 2009, e fui convosco no metro, desde o Cais do Sodré até Telheiras, tentando desenhar pessoas.

Obrigada Gabi e Fundadores dos Urban Sketchers Portugal!
Parabéns Urban Sketchers!

 

VÍDEO | Conferência «Desenhar o Mundo – Olhar em volta: O desenho como registo»,

Nunca é demais lembrar que aprendi a desenhar com 22 anos. O Pedro Salgado continua a inspirar e a ensinar gerações com o seu entusiasmo e desenhos de peixes incríveis… O anúncio para o primeiro curso de ilustração científica que fiz com ele em 1998-99 dizia que “não é preciso saber desenhar”. Pedro Salgado é o mais importante ilustrador científico Português do século XX, tendo “arrastado” consigo vários pupilos para o estrelato internacional.

A sua comunicação começa aos 1:18 minutos neste vídeo. Há ainda várias comunicações de outros oradores. Não percam!

ariscar-o-patrimonia-encontro-23set2016

A Conferência «Desenhar o Mundo – Olhar em volta: O desenho como registo», que decorreu no dia 23 de Setembro de 2016, faz parte do projecto (a)Riscar o Património.

Temas e Oradores ao minuto no vídeo

0:00 – Abertura, Paulo Ferreira da Costa
5:17 – «Apresentação do Projecto (a)Riscar o Património», Margarida Donas Botto e Jorge Vila Nova Alves (DGPC)
15:17 – «Cidades, património e BD», Paulo Pereira
52.23 – «O desenho como narrativa arquitectónica», Penim Loureiro
1:18:35 – «Ilustração científica: a importância do registo em cadernos de campo», Pedro Salgado
2:01:37 – «Os cadernos de viagens dos exploradores portugueses do século XVIII-XX», David Felismino
2:20:46 – «Desenho e diários gráficos», Eduardo Salavisa

Ver o Vídeo em: https://youtu.be/gP_9Ga0dLu0

 

Vídeo – Urban Sketching por António Procópio

ProcopioVideo-USk

A propósito da sua exposição de Diários gráficos na Arte Estúdio Imaginário, em Mafra, António Procópio aborda a sua relação com o desenho, o urban sketching ou desenho urbano, desmistifica a capacidade humana para desenhar/observar e fala sobre o movimento internacional de Urban Sketchers. Ver Vídeo no Arte Estúdio Imaginário.

Vídeo | Amadeo de Souza Cardoso – À velocidade da inquietação

Amadeo-de-Souza-Cardoso-RTP2016
Amadeo de Souza Cardoso em Paris (imagem da RTP)

O vídeo do documentário da RTP (2012)  sobre a vida e obra de “Amadeo de Souza Cardoso- À velocidade da inquietação” –  estava em falta neste blogue.

Outro documentário sobre Amadeo da RTP de 1983. Uma pérola com uma voz-off inconfundível, Eládio Clímaco.

Até Julho de 2016, mais de 300 obras estão expostas no Grand Palais, em Paris. Amadeo é hoje considerado o mais importante artística plástico Português de todos os tempos e um dos grandes nomes da pintura moderna do século XX.