“Cada árvore é um ser para ser em nós”

No último workshop L1B da Manuela Rolão a artista convidada foi a Teresa Ogando. O tema foi poesia e árvores na Quinta da Fidalga, Seixal.

O resultado ali em baixo teve como inspiração um poema de António Ramos Rosa que pode ser lido ACOLÁ.

E agora, pergunto-me: Rita, porquê que não fazes estes jogos rabiscados poéticos mais vezes nos teus cadernos… hum?

Esta composição está muito previsível, não está?… Está demasiado racional…

Para verem os belos rabiscos do workshop é visitar ALI  e para lerem um poema deste autor sobre DESENHOS seguir por ACOLI.

Rita Care - WS L1B, Seixal - Poesia e Arvores - Jul2017 red

Anúncios

Brasil no Parque dos Poetas carimbado

A “voar” completamente fora da minha zona de conforto, trabalhando em maior do que A3, com Bic Soft e com carimbos previamente e estrategicamente colocados a pensar no desenho desejado.

No Dia Internacional dos Museus (18 de Maio), acordei sonhando em carimbar, carimbar, carimbar uma dupla página, construindo uma base para um desenho no Parque dos Poetas, um museu da poesia e de arte escultórica ao ar-livre. Antes de sair estive a carimbar ao pequeno-almoço. No final do dia, ia convencida que nos espaços em branco por entre a vegetação carimbada desenharia a Pirâmide dos Poetas.

Mas o vento…

 

Passeei-me em redor da Pirâmide, subi lá acima, circulei para absorver toda aquela paisagem maravilhosa de Lisboa, da Ponte 25 de Abril, da Margem Sul, do Tejo, do Bugio a dar as boas vindas ao mar num dia de céu muito azul… Quase voei levada pelo vendaval típico do local… Desci procurando refúgio no lado dos poetas de língua Portuguesa oriundos de lugares longínquos de Portugal. Fiz de conta que estava na praia e estendi-me na relva junto à escultura de Francisco Brennand dedicada a Manuel Bandeira (Brasil, 1886-1968), intrigada por todas as representações femininas sofrerem aparentemente de uma enorme Sede…

Rita Caré - Maio2016 - P.Poetas - M.Bandeira - 1000

Explorando o placard informativo (dos poucos legíveis por todo o parque… pelo menos àquela hora com o sol a “bater” do lado de Cascais…), convenci-me que elas sofrem de amores insatisfeitos, que Manuel Bandeira talvez procurasse incessantemente.

Tenho de partir em viagem para os poemas deste autor…

 

Rabiscadores dentro dos seus desenhos do Parque dos Poetas

A revista “Oeiras em Revista” publicou um número sobre o Parque dos Poetas e outros temas igualmente interessantes sobre novidades culturais do Concelho.

A propósito de um encontro que houve para celebrar o Dia Mundial da Poesia nesse fabuloso e enorme parque recheado de esculturas de poetas, palavras e árvores à espera de crescerem, alguns Urban Sketchers foram incluídos dentro dos seus desenhos (pág. 47-54).

Ora ali estou eu em adoração à Sophia, a “minha” Poeta do séc. XX.

USkP-OeirasEmRevista-Jul2015 - Rita Care

Exemplares desta revista em papel são distribuídos gratuitamente, encontrando-se disponíveis nos edifícios municipais do Concelho de Oeiras, incluindo nas Bibliotecas de Oeiras, Algés e Carnaxide.

Árvore Poema – “Salta o muro, agarra o espanto…” na Biblioteca

“Pedi” as palavras da parede e pendurei-as na árvore da janela com vista para o rio Tejo e para a torre inclinada do controlo do Porto de Lisboa.

ArvoreBibliotecaAlges-RitaCaré-22Jan2015-800