Desenhar Jazz “anárquico”

Gosto tanto de sair de casa e 15 minutos depois poder entrar num concerto de Jazz. Isso acontece na Casa de Chá do Palácio do Egipto, em Oeiras (todas as quintas-feiras à noite durante os meses de Verão), e também na SMUP, na Parede.

As pessoas não precisam de ir a Lisboa para assistirem a concertos incríveis pelo preço de uma refeição ou de um bilhete muito acessível.

Os Albert Cirera Cròniques 5et. (Cirera reuniu Carlos “Zíngaro”, Ulrich Mitzlaff, Alvaro Rosso e Olle Vikström num quinteto em estreia) deram um concerto desconcertantemente “anárquico” (*) em Outubro de 2017. Se gostei do estilo? Não, mas foi incrível. Tão incrível que consegui fazer estes desenhos de que gosto muito e que surgiram por entre outros sem jeito nenhum, distribuídos por várias páginas preenchidas. Foram desenhos quase cegos, porque o sítio é de uma estranha escuridão e aquele tipo de som ensurdece o pensamento.

Rita Care _ Jazz _ Out2017 (2) - 1200

* Anárquicos é uma palavra que a Vanda Dias me revelou para classificar este tipo de Jazz, que parece ser isso mesmo…

 

Anúncios

Esplanar na praia – Ponta do Sal, Parede

Rita Care - Parede - 8jul2016 (1) (1024x641)
Ponta do Sal, Parede com marcadores
Rita Care - Parede - 8jul2016 (2) (1024x721)
Ponta do Sal, Parede com aguadas de aguarela