Há papéis e papéis | Resultados à vista

Às vezes não gostamos dos resultados dos nossos trabalhos com aguarela e não percebemos porquê. Isso pode acontecer tanto por causa da qualidade dos pigmentos utilizados e/ou por causa do papel.

Não se pode esperar o mesmo quando se trabalha com pigmentos de gamas infantis, de gamas para estudante académico ou de gamas profissionais. E também não se pode esperar o mesmo de diferentes papéis. Materiais diferentes levam a resultados diferentes. Os preços variam muito. No caso dos materiais para a aguarela, a meu ver compensa comprar materiais de marcas reconhecidas e gamas académicas. Recomendo que as pessoas evitem materiais de gama infantil se querem resultados que as façam felizes.

Rita Care - Amadeo - Aguarela em Abstracto Ago 2017 (2)
Diferentes papéis para aguarela. À esquerda Inart 250 g/m2 de grão fino. À direita Canson XL Aquarelle 300 g/m2 de grão médio.

Recentemente ofereceram-me uma folha de um papel da Inart para aguarela (bloco de 12 folhas) de 250 g/m2 de grão fino – é a imagem à esquerda. Assim que secou, parece que o papel “comeu” as cores. Ficaram muito baças.

Tinha comigo umas folhas do papel Canson XL Aquarelle (bloco de 30 folhas) de 300 g/m2 de grão médio e então refiz o desenho a lápis e voltei a pintar – é a imagem à direita.

Estes papéis são de gamas para estudante académico e vendem-se em blocos. O preço por folha é mais barato no caso do Canson XL Aquarelle.

Em ambas as folhas  foram utilizados pigmentos da Van Gogh (gama de estudante académico da marca Talens) e da White Night.

Qual dos papéis escolheria?

No próximo dia 5 de Novembro de 2017, em Lisboa, falarei deste assunto e de vários outros no Workshop “Amadeo com Aguarela – Iniciação à Aguarela e ao Abstracto”. Em breve divulgarei o programa e outros detalhes. Se quiser saber mais informações escreva para o meu e-mail – rita.s.care@gmail.com

 

Rita Care - Amadeo - Aguarela em Abstracto Ago 2017 (1)
Papel de aguarela Inart 250 g/m2 de grão fino mostrado na imagem em cima à esquerda.

 

 

Anúncios

Reflexão sobre papel de aguarela

O Parka publicou uma opinião sobre o Papel Fabriano de 200 g/m2 com 25% de algodão  (gama de estudante) para aguarela. É interessante de ler para quem quer perceber que materiais usar.

Para brincar com pinceladas em trabalhos sem aguadas parece excelente (como se faz, por exemplo, nos pequenos diários e em desenho de observação urbano). Para quem quer explorar a aguada o papel de 300g/m2 é fundamental do meu ponto de vista… de preferência em blocos com folhas de 100% de algodão comprimido a quente (“hot press”) e com as folhas coladas, mas isso é mais dispendioso… mas um bom investimento! O melhor que por aí há: Arches…

5728669