Exposição a decorrer em Santos, Lisboa | + de Rabiscos com Ciência

Este blog anda estranhamente quieto. Não é que eu não rabisque e aguarele por aí, mas não me tem apetecido escrever e por isso não tenho publicado posts, que reúnem esses desenhos por temas. Quem me segue no Instagram sabe que não estou quieta nos rabiscos… No instagram não conto histórias como aqui…

Expo-PlantLabSketching-Facebook
Cartaz da Isa Silva

Estou para ali a actualizar a barra lateral com a novidade de que a exposição dos desenhos concretizados no instituto de investigação ITQB NOVA entrou em itinerância. Está desde 8 de Novembro de 2017 no Bar Irreal, em Santos, Lisboa, como o título “PlantLab Sketching”. Termina no dia 30 de Novembro, com uma conversa com um investigador em Biotecnologia de Plantas e um encontro do grupo Foto&Sketchers 2 Linhas.

Fui qualquer coisa como a “curadora”. Geri a recolha de digitalizações e contacto com o designer que preparou as imagens para serem impressas, escrevi o texto de introdução e as legendas das imagens, com ajuda da Joana Lobo Antunes, coordenadora do gabinete de comunicação do ITQB e ajudei na montagem no bar.

A exposição inclui também desenhos meus concretizados em visitas guiadas a laboratórios de Biotecnologia para o melhoramento genético de plantas com interesse agrícola. A seguir vai para uma escola de ensino secundário. Mais informações e exposição online ALI

Anúncios

Rabiscos com Ciência em Zoom

No Dia Aberto do Instituto Gulbenkian de Ciência 2016, em Oeiras, o desafio era desenhar com Ciência em Zoom.

Desenhámos em laboratórios dedicados ao estudo da evolução e genética de várias espécies de animais, mas fiquei vidrada pela instalação “Morfogénese Musical” da Flor que explora as interações dinâmicas que se estabelecem entre genes e proteínas durante o desenvolvimento das pétalas de uma flor.

rita-care-dia-aberto-do-igc-2016-2-red
Desenhando objectos espalhados pelo laboratório no IGC, alguns enfeitados com algum humor.
rita-care-dia-aberto-do-igc-2016-3-red
Frascos de reagentes e pipetas em laboratórios do IGC

Uma flor robótica adquire “vida”, com som, luz e movimento, à medida que a rede de genes progride no tempo até concluir a formação das pétalas. No entanto, este desenvolvimento pode ser afetado se o visitante ativar ou inativar genes em diferentes momentos do processo. Pétalas, sépalas, estames ou carpelo – que órgão aparecerá no final da interação?  Ler aqui a explicação sobre esta instalação.

rita-care-dia-aberto-do-igc-2016-4-red
Instalação “Morfogénese Musical” de uma Flor exposta no Dia Aberto do ICG 2016

Reportagem fotográfica AQUI

18, 19 e 22 Maio – Desenhar o Fascínio das Plantas em Cadernos no ITQB, Oeiras

Inscrições Abertas!
Rabiscos – Encontro de Diários Gráficos
Desenhar o Fascínio das Plantas em Cadernos no ITQB

Inserido no Programa Internacional de actividades
do Dia Internacional (semana) do Fascínio das Plantas

O Dia Internacional do Fascínio das Plantas (18 de Maio), é uma iniciativa lançada pela EPSO – European Plant Science Organization e promovida em Portugal pela Sociedade Portuguesa de Fisiologia Vegetal e pelo ITQB-UNL – Instituto de Tecnologia Química e Biológica. Tem como objectivo despertar o maior número de pessoas em todo o mundo, para o verdadeiro fascínio das Plantas, sensibilizando para a importância do seu estudo para melhorar a agricultura e a produção sustentável de alimentos, a horticultura, a silvicultura e a produção de bens não alimentares (papel, madeira, químicos, fármacos e energia), não esquecendo a importância das plantas para a conservação do meio ambiente.

Fascinio Plantas - Rabisco - Rita Caré - 1000

OPÇÕES À ESCOLHA (18, 19 ou 22 de Maio)

18 MAIO

10h45 – Entrada do ITQB junto à Segurança
11h – Conversa Fascinante – “O Fascínio das Pastagens: o animal faz a pastagem ou a pastagem faz o animal?” com investigador jubilado David Crespo, Presidente da Fertiprado (ex-consultor da FAO – “Food and Agriculture Organization” das Nações Unidas) – O fascínio das pastagens resulta não só da diversidade da sua composição mas também da sua funcionalidade e da sua capacidade para manter ecossistemas estáveis. Através de alguns exemplos, mostramos como as plantas desempenham um importante papel nas pastagens.
12h – Almoço na cantina do ITQB (custo +/- 5 euros)
13h – Visita a laboratórios de investigação em biotecnologia plantas e conversa com investigadores
13h40 – Visita a estufas de plantas no topo do edifício do ITQB com vista deslumbrante e conversa com investigadores
14h20 – Visita livre à Casa da Pesca da Estação Agronómica Nacional (fica a 15 min a pé do edifício do ITQB), local com edifícios fantásticos muito degradados com enormes painéis de azulejos. Ver fotos AQUI

19 MAIO

10h45 – Entrada do ITQB junto à Segurança
11h – Conversa Fascinante “Plantas, Mitos, Fabulações e Realidades” com investigador jubilado Jorge Paiva, Dep. Botânica, Centro de Ecologia Funcional, Universidade de Coimbra – Desde os primórdios dos tempos que o Homem utiliza as plantas em seu proveito e, com essa prática, aprendeu muito com a Natureza. Através de histórias e mitos, desvendamos a realidade de algumas utilizações tradicionais das plantas através dos séculos.
12h – Almoço na cantina do ITQB (custo +/- 5 euros)
13h – Visita a laboratórios de investigação em biotecnologia de plantas e conversa com investigadores
13h40 – Visita a estufas no topo do edíficio do ITQB com vista deslumbrante e conversa com investigadores
14h20 – Visita livre à Casa da Pesca da Estação Agronómica Nacional (fica a 15 min a pé do edifício do ITQB), local com edifícios fantásticos muito degradados com enormes painéis de azulejos. Ver fotos AQUI

22 MAIO

11h15 – Entrada do ITQB junto à Segurança
11h30h – Conversa Fascinante – “Folha a folha, se chega à rolha” com investigador jubilado Silas Pêgo (melhorador de milho, ex-consultor da FAO) – Num paralelismo com o popular “grão a grão enche a galinha o papo”, chama-se a atenção para outro paralelismo entre a “folha” vegetal e os “pulmões” dos animais, não só como essenciais à vida, mas também como elementos da linguagem das plantas, ao longo do seu ciclo vital, em que as pequenas coisas nos podem conduzir às maiores elevações do espírito humano a exigir uma celebração poética.
12h30 – Almoço na cantina do ITQB (custo +/- 5 euros)
13h30 – Visita a laboratórios de investigação em biotecnologia plantas e conversa com investigadores
14h10 – Visita a estufas no topo do edíficio do ITQB com vista deslumbrante e conversa com investigadores
14h50 – Visita livre à Casa da Pesca da Estação Agronómica Nacional (fica a 15 min a pé do edifício do ITQB), local com edifícios fantásticos muito degradados com enormes painéis de azulejos. Ver fotos AQUI

DESAFIOS de DESENHO – Os participantes serão desafiados a cumprirem um exercício (não obrigatório) em cada actividade. Para estes desafios não é preciso saber desenhar, basta gostar de o fazer. Os participantes serão apoiados por: Rita Caré (Bióloga, coordenadora do gabinete de comunicação do CiB, com experiência em desenho e ilustração científica em diários gráficos desde 1999 e Urban Sketcher Portugal) e José Ricardo Salvado – Biólogo, investigador do ITQB-UNL e aluno do programa doutoral “Plants for Life”, com experiência em ilustração científica, desenho criativo e aguarela em diários gráficos desde 2004).

OFERTA – Cada participante irá receber um caderno A6 Emílio Braga  e uma caneta Muji. Estarão disponíveis kits de aguarela de gama infantil para colorir os desenhos.

EXPOSIÇÕES –  Os desenhos produzidos neste encontro serão reunidos numa exposição online e poderão vir a ser reunidos numa exposição física nas instalações do ITQB.

INSCRIÇÕES – As inscrições são OBRIGATÓRIAS e limitadas a 5 participantes por dia.
– Cada participante deve enviar a sua inscrição com dados pessoais (nome + e-mail + telemóvel + nº cartão do cidadão ou nº carta de condução) e indicar a ordem de preferência em termos de dias (cada participante só poderá participar num dos dias).
– Cada participante deverá usar obrigatoriamente uma placa identificadora (que será fornecida) enquanto permanecer nas instalações do ITQB.
– O contacto para inscrição é cib.gabcomunicacao@gmail.com

LOCALIZAÇÃO – COMO CHEGAR? 
– ITQB-UNL – Antiga Estação Agronómica Nacional Quinta do Marquês, Oeiras (entrada pelo portão da Avenida da República, Nova Oeiras).
–  A 10 minutos a pé da Estação de Comboios de Oeiras (linha Cais do Sodré-Cascais – viagem dura 20-25min)
– Viagem de carro pela A5 – Sair na saída “Carcavelos” e seguir para Nova Oeiras. Ao passar a segunda rotunda depois da saída da A5 estará na Av. da Republica. Siga em frente. O portão da EAN é no final dessa avenida no lado esquerdo.
– Ver mapas-esquemas aqui: http://www.itqb.unl.pt/contacts/itqb_location#maps
– Coordenadas GPS: Latitude: 38° 41′ 38″ (38.694 N) e Longitude: 9° 19′ 7″ (-9.318 W)

APOIOS 
EPSO – The European Plant Science Organisation
ITQB- Instituto de Tecnologia Química e Biológica
CiB – Centro de Informação de Biotecnologia, Portugal
Projecto – Papiro papirus – Rabiscos e Aguarelas

MAIS INFORMAÇÕES