Nas contas explosivas com a vida e a Fábrica da Pólvora de Barcarena

No final de Maio de 2017, o grupo Foto&Sketchers 2 Linhas, que coordeno, celebrou 2 anos de existência e 50 actividades. Isto significa que muitas dessas actividades foram concretizadas quando escrevia a minha tese de mestrado… Nunca desisti da sua organização, porque nas dores desse trabalho, os encontros e as expedições de rabiscos e de fotografias foram o meu balão de oxigénio.

Entreguei a tese em Abril de 2016 e discuti só no Outono… Ainda hoje sinto que foi o maior desperdicio do meu tempo e do tempo da minha orientadora e também do meu dinheiro… Mas foi feito e pronto. Fico muito feliz por não ter abandonado as minhas actividades lúdicas em prole de algo que sinto jamais me servirá para o que quer que seja, com excepção de ficar a saber exactamente o que não quero para mim.

Para que é que ainda penso no assunto passado estes meses? Porque estou a ajustar contas à vida. Faço sempre um balanço, mesmo que inconsciente, na altura do meu aniverário. Vou fazer 41 anos e sei cada vez melhor que não quero perder tempo com aquilo que não serve para nada e com pessoas que não tem nada para me ensinar nem que têm abraços para me dar!!

Este post espelha o meu estado de espírito um pouco explosivo, mesmo a calhar com o tema da 50ª Actividade dos Foto&Sketchers 2 Linhas, um encontro na Fábrica da Pólvora de Barcarena, em Oeiras.

PUMMMM!!!

Agora, mais vale focar-nos só nas estrelas deste primeiro desenho com PENSAMENTOS POSITIVOS ;-)

Mais rabiscos e fotos desse encontro AQUI

Rita Care - Fabrica Polvora - 21mai2017 (1) - 1024

Rita Care - Fabrica Polvora - 21mai2017 (2) - 1024

 

Anúncios

Aquário Vasco da Gama e a bicharada do Rei-Cientista-Pintor

 

Rita Care - AVGama - 5 Mar 2017 (8)
Aquário de Pimpins, Cartas e Peixes-aranha

 

Mais uma vez o Aquário Vasco da Gama neste blog… e o Rei-Cientista-Pintor D. Carlos I…
porque é uma mútua profunda Paixão pela ciência, pelo mar, pela sua divulgação, pelo desenho, pela pintura… Isto deve ser mais Amor, porque senão já tinha mandado tudo para outro lado…

Nas idas ao Aquário Vasco da Gama tenho ultrapassado as minhas próprias expectativas rabiscatórias, porque inspirada pois claro. Não me lembro se alguma vez preenchi cinco duplas páginas num encontro de 3 horas. Gosto muito dos desenhos a linha. Gosto mesmo muito. Os peixes cómicos já foram feitos em casa.

Estive tantos anos sem lá ir e em pouco mais de 13 meses foi a quarta visita. Nesta última vez a grande “desculpa” foi a prevista libertação para breve da “tartaruga das caretas” (ou tartaruga-bobo ou Caretta caretta) para uma vida oceânica. Foi uma celebração do grupo de fotografia e desenho urbano Foto&Sketchers 2 Linhas.

 

Tirei algumas fotografias que estão AQUI.

Os desenhos e fotografias publicados
na 1ª e 2ª visitas do grupo Foto&Sketchers 2 Linhas
ALI e ACOLÁ 

FS 2´´ no Farol de Santa Marta, Cascais

Às vezes esqueço-me de publicar os desenhos que fiz no contexto de eventos em grupo… Mas que falta fazia neste blog os meus rabiscos do Farol de Santa Marta, em Cascais, que é um tema abundante por aqui, como se pode ver neste LINK.

Lá fomos em visita com os Foto&Sketchers 2 Linhas e com o apoio do Farol-Museu!

rita-care-farol-sta-marta-cascais-28jan2017-red
Farol-Museu de Santa Marta, Cascais
Saí de casa já com o diário carimbado para explorar depois o desenho no papel de um caderno oferecido pela Teresa Ogando, que tinha como destino ser uma agenda telefónica. Há muito tempo que não usava os carimbos e soube-me mesmo bem!
Já nesta dupla página em baixo explorei a composição de objectos relacionados e expostos no Farol Museu de Santa Marta.  Também não usava lápis-de-cera há muito, mas mesmo muito tempo!
rita-care-farol-sta-marta-cascais-28jan2017-red-2
Farol Museu de Santa Marta, Cascais
O Farol Museu de Santa Marta ofereceu-nos as entradas – um autocolante cor-de-rosa colado na mão deu acesso livre! – para visitarmos os seus espaços e também para espreitarmos a Casa de Santa Maria ali ao lado. Esqueci-me de desenhar um sorriso lá dentro…
Estarmos ali entre aqueles edifícios coloridos, com formas peculiares, faz-nos sentir como se estivéssemos dentro de um conto de fadas à beira-mar plantado.
As vistas do farol para a vizinhança podem ser vistas também nas minhas FOTOS.

Livraria Solidária Déjà Lu

Às vezes adio os posts, adio, adio e sem necessidade porque o trabalho já está pronto para partilhar… É por isso que sinto que há momentos que nos repelem ou chamam. Deve ser isso do “momento certo”. Assim, escolhi um tema especial para o último post do ano, porque o Voluntariado é algo que muito estimo, faz parte do que sou, que me atrai… às vezes para o abismo… É que nem tudo é positivo e já escrevi sobre isso noutro Post. Preciso de ser Voluntária para trazer Significados Relevantes e o Factor Humano para a Vida.

rita-care-fs-2-livraria-deja-lu-27nov2016

Ofereci-me para divulgar a Livraria mais encantadora onde já estive, porque a Déjà Lu é um projecto Solidário de angariação de fundos para uma Associação que apoia pessoas com Trissomia 21. Arrastei comigo mais uns tantos voluntários e lá fomos fazer as nossas fotografias e os nossos rabiscos da livraria no grupo Foto&Sketchers 2 Linhas, que divulgámos por aí. Todos os nossos trabalhos estão publicados AQUI e pelos nossos blogs e redes sociais.

Ser voluntário pode não significar dar apoio directo a doentes em hospitais ou a pessoas com outras necessidades prementes, em situações limite, num país longínquo (como penso que está no imaginário geral das pessoas). Nem todos temos perfil para lidar com essas situações. Mas há muitas formas de se ser Voluntário e de ajudar outras pessoas de forma indirecta. Muitas! Nós fomos fotógrafos, desenhadores e divulgadores e esta mesma livraria precisa de voluntários para cumprir tarefas de atendimento ao público e vendas! Que tal Voluntariarem-se para um turno de algumas horas por mês?

+ Informações e horários no Blog e no Facebook da Livraria Solidária Déjà Lu.

O álbum completo das minhas fotos na Déjà Lu AQUI

Superar-nos no Museu da Marioneta

O Encontro dos Foto&Sketchers 2 Linhas no Museu da Marioneta, no início de Novembro foi um sucesso. Não tanto pelo número de participantes, que bateu o record de 24, mas pelo nosso entusiasmo e empenho, pela qualidade e grande número de desenhos por participante em apenas três horas. É mesmo impressionante. Acho que nos superámos, também inspirados pelos objectos expostos no Museu.

Só agora terminei de aguarelar os meus desenhos que já tinha publicado no blog do grupo apenas com linha AQUI.

Gosto muito deste primeiro, por causa das cores muito garridas do boneco do lado esquerdo e da perspectiva muito acentuada e divertida do conjunto do lado direito.

rita-care-fs-2-mmarioneta-nov-2016-3

Gosto de me tornar previsível ao escolher o boneco do meio vestido com o tecido das riscas – alguém me informou que pois claro que iria escolher aquele… Este azul é a minha cor e foi exactamente pela cor que o escolhi para o meu caderno.

rita-care-fs-2-mmarioneta-nov-2016-1

Gosto tanto da bonecada do filme Português de animação “A Suspeita”, que pode ser visto ACOLÁ.

rita-care-fs-2-mmarioneta-nov-2016-2

As fotos que escolhi estão ALI.

Não posso deixar de comentar sobre os textos deste museu, ou a sua ausência, ou a sua inacessibilidade física, num local que é um monumento à actividade de Contar Histórias, essa característica extraordinária dos Seres Humanos, que teve um contributo fundamental para sobrevivermos e evoluirmos até este ponto, devido à nossa capacidade única,  entre todos os seres vivos (até ver), de passar conhecimento sobre o passado aos descendentes.

Constou-me que o museu tem disponíveis áudio-guias “excelentes”. Mas, os audio-guias chegam quando são muito os visitantes no espaço? Os áudio-guias substituem informações básicas de contexto das peças expostas que não estão disponíveis por escrito? Não, do meu ponto de vista, se é contar histórias sobre os objectos que o museu deseja. Não é isso que todos os museus deveriam ambicionar?

Palácio Chiado

Um colosso de paredes e de excessos, a começar pelo cartão de entrada que inclui consumo mínimo de zero e consumo máximo de 150,00 euros. Se o perdermos antes de sairmos pagamos 150,00 euros. Estão mesmo a pedir que seja experiência única: dar uma volta pelo espaço, deslumbrar-nos com paredes e tectos recuperados e banquetear-nos com um belo bife no bolo do caco. O local não convida a grupos grandes e neste encontro dos FS 2´´ participaram 10 pessoas.

Rita Care - FS 2 Palacio Chiado 12maio2016 (11) (1024x682)
Esqueci-me de terminar a alface… a pressa para a converseta é sempre muita nestes encontros…
Rita Care - FS 2 Palacio Chiado 12maio2016 (12) (1024x473)
Esqui-me da asa da frigideira… e depois estendi-a no espaço…

Este slideshow necessita de JavaScript.

 

Pirâmide de Poetas

Foi uma bela tarde de sol primaveril com os Foto&Sketchers 2´´ no Parque dos Poetas, em Oeiras, onde exercitei o meu fascínio pela pirâmide dos poetas, as indescritíveis vistas que se pode ter de lá em dias assim e pela escultura dedicada a Cesário Verde à qual associo um qualquer demónio sempre que a visito…

Rita Care - Piramide Poetas, Oeiras - 1maio2016 - 72

Este slideshow necessita de JavaScript.

FS 2´´ no 100 Montaditos “Por Favor”

No último encontro dos Foto&Sketchers 2´´ reunimo-nos no primeiro piso na tasca self-service de tapas, o 100 Montaditos, para fotos, rabiscos, petiscos e tagarelices. Muito mais de tagarelices do que de fotos e rabiscos. A minha produtividade resume-se aos trabalhos em baixo… muita tagarelice =)

Passámos a noite a ouvir o nome dos clientes logo seguidos por “Por favor” quase aos berros… uma noite muito gira, mas desassossegada.

Rita Care - FS 2 19Abr2016

O espaço é muito giro, tendo fotos emolduradas pelas paredes acima.
Os petiscos pareceram todos bons menos as tortilhas… imagine-se…

FS 2´´ - 100 Montaditos - 19abril2016 - Rita Care (7) (682x1024)

FS 2´´ - 100 Montaditos - 19abril2016 - Rita Care (11) (1024x1024)

Ao longo do encontro fomos todas (sim todAs) desenhando o cadáver esquisito que sorteámos no final. Daria um belíssimo leque ;-)

FS 2´´ - 100 Montaditos - 19abril2016 - Rita Care (14) (1024x627)

Reportagem – Kendo ao Pormenor

Rita Care - Kendo - FS 2 - 9Abr2016 (1) (1024x628)

Rita Care - Kendo - FS 2 - 9Abr2016 (2) (1024x633)

Rita Care - Kendo - FS 2 - 9Abr2016 (3) (1024x714)

Devido a doenças típicas da época, aniversários, outros compromissos e tal, partiram em expedição apenas três Foto&Sketchers 2´´ ao Encontro “Kendo ao Pormenor” do Lagar Arte Estúdio Imaginário, em Mafra, organizado pelo António Procópio.

Foi um dia completamente fora do comum e inesquecível, a começar pela sessão de Kendo – para mim uma novidade -, pela realização de um piquenique partilhado dentro do ginásio (não pudemos usar o espaço de churrasco porque chovia lá fora) e uma tarde inteira tão bem passada no extraordinário espaço da Associação Arte Estúdio Imaginário à conversa sobre a história do Kendo (com exposição momentânea de armaduras e armas) e ainda sobre Artes Plásticas e Artes Marciais e sobre técnicas de pintura, desenho e diários gráficos. Estive muito silenciosa – que me soube tão bem -, mas ouvi tudo sobre as Artes: as Belas Artes e as Artes Marciais.

A Arte é tudo o que o ser humano concretiza e mexe com os sentidos de uma forma violenta.
A Arte provoca arrepios, emociona, mexe com as entranhas, seja por motivos negativos ou positivos.
A Arte habita-nos nos extremos. Às vezes irritados, angustiados, revoltados, enojados. Outras vezes felizes e sorridentes, serenos e harmoniosos, humorados…

Este slideshow necessita de JavaScript.

Sobre o processo de selecção de 12 fotos em 452 ALI

Reflexão sobre Fotografar – Escolher 2x 6 fotos de 452

Para que a fotografia faça realmente sentido nos tempos do digital, uma das mais importantes actividades de fotografar, para além do clicar, é a selecção. É certo que clicamos demais…

Na Expedição dos Foto&Sketchers 2´´ ao Encontro “Kendo ao Pormenor”, em Mafra, organizado pelo António Procópio e pelo Lagar Arte Estúdio Imaginário, fiz 7 rabiscos e cliquei 452 vezes. O dia foi preenchido por uma sessão de Kendo de duas horas e por uma tarde de conversas sobre a história desta Arte Marcial, entre outros temas, com uma exposição momentânea de armaduras e armas.

A maioria das fotos foram feitas na sessão de Kendo, umas atrás das outras para tentar captar algumas imagens que me satisfizessem. Mesmo assim passei muito tempo quieta apenas a observar os praticantes e a usufruir daquela actividade fascinante com lutas muitos rápidas e violentas.

Neste grupo Foto&Sketchers 2´´ cada post deve ter no máximo seis fotografias. Entre outras razões de ordem prática relacionadas com o próprio sistema do Blogger, há o respeito que cada um de nós deve ter por um espaço que é de muitos autores e entendemos que uma auto-reflexão sobre o nosso trabalho é fundamental. Por isso, incentivamos os participantes a fazerem-no para irem mais além na sua forma de fotografarusufruírem das vivências das actividades directamente e não apenas através da lente. Acreditamos que é importante pensar antes de fotografar e depois de fotografar, realizando uma estrita selecção e posterior tratamento digital.

Dessas 452 fotografias, facilmente apaguei 300, porque estavam demasiado desfocadas, não tinham o enquadramento estético que me agradava ou ficaram demasiado escuras. Depois de mais duas ou três passagens por todo o conjunto cheguei  às 78… E agora como escolher 12 para 2 posts com temas diferentes?

MuitasFotos-FS 2´´- LAEImaginario - Kendo - 9Abr2016 - Rita Care

1º – Seleccionei as fotos para partilhar apenas com os participantes neste dia e as que não têm as características que me interessam partilhar aqui.

2º – Dividi as fotos da sessão de Kendo e da tarde de conversas.

3º – Seleccionei as fotos sob o tema “Luta com Kendo”, abri os ficheiros num programa de tratamento de imagem, reenquadrei-as todas e compensei a luz e o contraste. Voltei a seleccioná-las pelo interesse estético e pela sensação de movimento que transmitiam.

4º – Seleccionei as fotos sob o tema “Kendo ao pormenor” e fiz o mesmo que no 3º ponto.

5º – Seleccionei as fotos sob o tema “Conversas com Kendo” e fiz o mesmo que no 3º ponto.

No final de todas as 452 fotos que cliquei, seleccionei as 12 fotos que pretendia para publicar aqui em dois posts e criei um álbum de 40 fotos para mais tarde recordar. Durante todo o processo de selecção revivi o fantástico dia que passei com os participantes do encontro e agora tenho um álbum facilmente partilhável com as imagens que realmente queria para memória futura.

Nota: O incentivo à auto-reflexão e ao usufruir do momento social que vivenciamos sem o “filtro” da máquina fotográfica, ou do smartphone, é válido também para a actividade de desenho de observação que os Foto&Sketchers 2´´ promovem.

Texto publicado nos Foto&Sketchers 2´´ por Rita Caré 2016