Vamos desenhar 4L com os ÉSk, em Igrejinha

Évora Sketchers, ESk, Rita Caré, 4L, Igrejinha, Igreja, Urban Sketching, Évora, Desenho, Marcadores,

No início de Setembro estava um calor abrasador, mas mesmo assim enchi-me de coragem, meti-me no carro e lá fui eu para Igrejinha, acompanhada por amiga dos rabiscos.

Almoçámos pelo caminho e depois sentámo-nos em frente à porta da Igreja em Igrejinha, no Concelho de Évora. Logo de seguida foi uma aventura para desenhar Renaults 4L num encontro dos Évora Sketchers.

Anúncios

Lago do Convento e o Aqueduto | Herdade da Mitra

O último workshop que orientei – e já sentia falta! – foi para seis investigadores e realizado na Herdade da Mitra da Universidade de Évora. Foi mais um daqueles momentos especiais, muito além do próprio workshop. Vieram à tona memórias que me são muito estimadas…

Cheguei bem cedo e decidi visitar a Anta-Ermida de Nossa Senhora do Livramento.

rita-care-anta-ermida-livramento-h-mitra-evora-14jan2017
Rabisco num caderno “que não se vê” na Anta-Ermida de Nossa Senhora do Livramento, Évora.

Regressar à Mitra foi voltar a um local que adoro e que visitei várias vezes nos anos de faculdade, porque a minha amiga mais antiga aí se licenciou em Engenharia Zootécnica.

Voltei a ver o Rui, primeiro autor do único artigo científico que escrevi enquanto bióloga (ainda éramos estudantes universitários!) sobre a importância dos jardins de Lisboa para a comunidade de aves que lá passam o Inverno. Nesse longínquo ano de 1998-99, passei várias horas com o Rui e outros três colegas a percorrer jardins e a aprender a identificá-las através de observação com binóculos e pelo canto – ainda hoje ando com um guia e uns binóculos na bagageira do carro, mas raras vezes lhes dou uso…

Durante o almoço do workshop, alguns membros do grupo passaram o tempo a identificar aves pelo canto.

rita-care-herdade-da-mitra-evora-14jan2017
Exemplo para um dos exercícios realizado no lago do Convento do Bom Jesus de Valverde com vistas para o Aqueduto.

Mesmo sob “frio polar” lá fomos em exploração de algumas vistas da Mitra para exercícios de rabiscos. O grupo produziu extraordinários desenhos que me deixaram radiante!!

Clicar nas fotos para ver maior

Obrigada pelo convite, pela organização e pela cedência da sala!!

Espero ver-vos a todos por aí com rabiscos,
por exemplo num dos encontros dos Évora Sketchers! :)

Workshop Urban Sketching em Évora

ws-urbansketching-rita-care-papiro-papirus

WORKSHOP DE URBAN SKETCHING,
DESENHO E AGUARELA
14 Janeiro de 2017, Évora

RESULTADOS PUBLICADOS ALI!

OBJECTIVOS
– Fornecer ferramentas para que os participantes tenham bases para a prática de desenho urbano de observação à vista (Urban Sketching) em diários gráficos, através de técnicas de desenho com linha e de técnicas de aguarela com pincel de reservatório.
– Motivar os participantes para actividades de Urban Sketching em grupo ou individualmente.

PROGRAMA DA MANHÃ – 10-13h
– Introdução ao Urban Sketching e à sua importância para a vida do dia-a-dia dos Urban Sketchers (exemplos de trabalhos próprios e de outros autores).
– Breve introdução à teoria da cor e experiências com aguarela em folhas soltas (oferta as folhas)
– Introdução a técnicas de desenho de observação à vista com linha
– Introdução a técnicas de aguarela com pincel de reservatório
– Ao longo da sessão serão propostos vários desafios/exercícios a serem partilhados e debatidos entre a formadora e os participantes de forma construtiva.

ALMOÇO LIVRE

PROGRAMA DA TARDE – 14h30-18h30
– Exercícios de Urban Sketching propostos para explorar proporções, composição e mancha de aguarela de forma criativa.
– Os trabalhos serão partilhados e debatidos entre a formadora e os participantes de forma construtiva.

MATERIAIS OBRIGATÓRIOS
– Caderno A6 ou A5 com papel (pouco rugoso) de 160g/m2 ou mais
– Caneta preta impermeável à água. Por exemplo, canetas técnicas (0,3 ou 0,5) da Sakura, Uni Ball, Pentel ou outra marca, caneta (0,5) Roller Uni Ball Eye Micro (à venda nos grandes supermercados e papelarias) ou esferográfica BiC da gama Soft  (à venda nos supermercados e papelarias).
– Caixa portátil com pastilhas de aguarela (evitar aguarelas de gama infantil/escolar que têm pastilha redonda grande)
– Pincel de Reservatório de dimensão média

MATERIAIS RECOMENDADOS:
– Banco tripé / portátil
– Luvas “sem dedos” se estiver frio

VALOR
Sob consulta

FORMADORA
Rita Caré
Projecto Papiro papirus – Rabiscos e Aguarelas
https://papiropapirus.wordpress.com
+351 913 159 291 | rita.s.care@gmail.com

Explorar a Cerca Velha, Évora

O último encontro dos Évora Sketchers – o 41º, realizado pelos ÉSk e desta feita a convite do projecto “(a)Riscar o Património“- foi uma lufada de ar fresco, atordoada que ainda estou pelo término de uma das fases mais difíceis da minha vida…

Mas já está resolvido o meu grave problema académico que se arrastava há anos (vulgo entrega e discussão do projecto de mestrado) e fui rabiscar para o Alentejo, região de Portugal que mais gosto, em serenas celebrações com os ÉSk, que é pessoal muito simpático e positivo! Ah e que adora comer e conviver à boa mesa!!

Explorar a Cerca Velha, com um mapa fornecido para o evento, foi como andar a jogar à apanhada: um bocadinho da cerca aqui, outro ali, outro acolá… Divertido, portanto. Houvesse mais tempo…

rita-care-esk-cerca-velha-evora-24-set-2016-ap-2
Cerca Velha junto ao Largo dos Colegiais
rita-care-esk-cerca-velha-evora-24-set-2016-ap-3
Torres da Cerca Velha no Largo da Porta de Moura
rita-care-esk-cerca-velha-evora-24-set-2016-ap-4
Rabiscos para o almoço… ou tentativas de representar alguns ÉSks. Ainda não percebi como consegui que o Vicente ficasse mais semelhante…

Não usava aguarelas há meses, porque o pouco que rabisquei neste último Verão foi a brincar com lápis-de-cor e marcadores. Nem a prática do desenho de edifícios estava afinada. Então demorei um tempão e fiz desenhos preparatórios para perceber formas e proporções. E mesmo assim não ficou como gostaria, mas também faz de conta que ninguém lá estava para ver a realidade ;-)

rita-care-esk-cerca-velha-evora-24-set-2016-ap-1
1º Aquecimento para rabiscos a sério no inicio do dia…

 

Mais rabiscos e fotografias dos ÉSk AQUI e ALI

 

No Largo do Chão de Covas com vista para a Rua do Cano com os Évora Sketchers

Lá fui eu mais uma vez para os rabiscos com os muito amáveis Évora Sketchers! E como eu gosto da comida e dos Alentejanos e de quem não é Alentejano, mas se transformou nesse maravilhoso povo Português pelas boas influências! :D

Fiz  uma breve passagem novamente pelo Pão de Rala, desta vez foi apenas para um cafézinho e uns rabiscos – as senhoras da pastelaria não se meteram comigo e com os meus desenhos, porque pensavam que era Alemã… Pois com este cabelinho minúsculo, com o meu tamanho e branquelas como sou, já me vou habituando que se ponham a falar em Alemão comigo em Lisboa e em todo o lado!

Evora-11Abr2015 - Rita Care (1) - 600

Reparem, na primeira vez que lá fui não percebi que por cima dos vários pratos de prémios que a pastelaria já recebeu estão dois Budas! Adorei! Geralmente estas casas tipicamente Portuguesas têm uma Cruz de Cristo algures. Acho esta pluralidade o máximo.

Evora-11Abr2015 - Rita Care (2) - 600

Almocei num sitio tipicamente para turistas, mas estava tão boa a carne de porco à Alentejana – as ameijoas estavam óptimas ao contrário do que costumo apanhar por aí… – e estava-se tão bem ali na esplanada :D

Evora-11Abr2015 - Rita Care (3) - 600

No local do encontro: a Porta da Lagoa

Evora-11Abr2015 - Rita Care (4) - 600

Mais prática de desenhar pessoas: os Évora Sketchers em grande actividade!

Evora-11Abr2015 - Rita Care (5) - 600

E pronto, o desenho oficial do Encontro “Vamos desenhar o quê? Logo se vê!” que não tem ponta por onde se lhe pegue, por foi só inventar! A árvore não está naquele sitio, a porta não tem aquelas dimensões em relação ao edifício e o miúdo foi inventado, pois estava lá uma meia dúzia aos pulos, mas quando comecei o primeiro traço já eles iam todos pelo largo abaixo e nunca mais se viram…

Sou ÉSk!

Que é como quem diz que fui nomeada Évora Sketcher! Muito giro! Que emoção! Obrigada Évora Sketchers!

Adoro a cidade desde os tempos da faculdade, onde fui muitos fins-de-semana para visitar amigos que lá estudavam. É inesgotável para rabiscos e todas as desculpas continuarão a ser boas para lá dar um saltinho com rabiscos ou sem rabiscos!

Ficam aqui as fotos que tirei neste último encontro “Vamos desenhar o quê? Logo se vê!”

ESk-Abr2015-RitaCare (1)

Foto-Grupo-ESk-11abr2015-RitaCareESk-Abr2015-RitaCare (2)

Na Mouraria com os Évora Sketchers

Foi um dia maravilhoso com o grupo de rabiscadores Évora Sketchers que nos recebeu de forma fantástica. O encontro oficial era na Mouraria de Évora, mas outros rabiscos fizeram parte, claro. Levaram-nos ao Pão de Rala, aos petiscos típicos, ao Páteo de S. Miguel –  um sitio lindo que desconhecia – e finalmente à Mouraria.

Evora Sketchers - Mouraria - 7mar2015 - Rita Caré (1)

O primeiro rabisco da manhã na estação de comboios de Sete Rios antes da partida.

Evora Sketchers - Mouraria - 7mar2015 - Rita Caré (3)

O cartaz para os Évora Sketchers da Marilisa.

Evora Sketchers - Mouraria - 7mar2015 - Rita Caré (33)

Deliciámo-nos na pastelaria Pão de Rala. O estojo é do Vicente.

Evora Sketchers - Mouraria - 7mar2015 - Rita Caré (34)

O meu almoço foi secretos, mas desenhei as moelas do João e do Zé.

Evora Sketchers - Mouraria - 7mar2015 - Rita Caré (35)

No Páteo de S. Miguel que tem um café especializado
nuns pastéis de nata famosos que não tive barriga para experimentar…

Evora Sketchers - Mouraria - 7mar2015 - Rita Caré (15)

Eu, a Marilisa e o Luís na Mouraria

Evora Sketchers - Mouraria - 7mar2015 - Rita Caré (25)

Os Évora Sketchers maravilha! Obrigada!

Evora Sketchers - Mouraria - 7mar2015 - Rita Caré (32)

O primeiro e o último desenho do dia na mesma página
– Escultura em Sete Rios e Casa na Mouraria de Évora –

Evora Sketchers - Mouraria - 7mar2015 - Rita Caré (26)

Mais fotos ALI

Reportagem – Workshop em Évora

Um grupo de amigos de Évora reuniu-se e organizámos um “Workshop para quem acha que nunca conseguirá desenhar e pintar”, no dia 10 de Maio de 2014. E assim viajei para Évora, cidade que tanto gosto e que há tanto tempo que não visitava.

Estação Rodoviária de Sete Rios, Lisboa

Estação Rodoviária de Sete Rios, Lisboa (by Rita Caré)

De manhã explorámos algumas técnicas de iniciação ao desenho e à aguarela e à tarde fomos aplicar algumas dessas técnicas na rua. Apetrechados da parafernália típica do “Urban Sketcher”, incluindo o banco portátil, lá fomos “pescar” rabiscos no Jardim Público de Évora, onde corria uma brisa que ajudava a suportar o calor da Primavera típico das regiões do interior Alentejano.

Clicar nas imagens para abrir!

 Clicar nas imagens para ver maior!

Estação Rodoviária de Sete Rios, Lisboa (by Rita Caré, 2014)

Na Estação Rodoviária de Évora
(by Rita Caré, 2014)