Cais Palafítico da Carrasqueira, Alcácer do Sal

O Cais Palafítico da Carrasqueira, no Estuário do Sado, é um dos mais belos locais ribeirinhos em Portugal e foi palco de mais um encontro dos Urban Sketchers Portugal, ao qual os Foto&Sketchers 2´´ se “colaram”. Nos últimos dois meses de cada vez que pensava nesta viagem sentia-me como uma criança ansiosa. Não se deixe enganar quem costuma seguir o meu trabalho de rabiscos. Eu estava assim, porque há muito tempo, em dado momento da minha vida de estudante estive convencida que seria ornitóloga (que é o mesmo que dizer investigadora de aves). Claro que levei os binóculos e um guia de identificação! Há imenso tempo que não fazia observação. Tive que me impôr a deixar os binóculos no carro depois do almoço para só pegar neles mais ao fim do dia. Senão não havia rabiscos nem fotos!

Naquela zona podem avistar-se as mais belas aves ribeirinhas, elegantes e algumas bem coloridas como a minha ave preferida, o Guarda-Rios. Não o avistei, mas houve quem o avistasse e não fizesse a menor ideia de que uma ave com aquelas cores “tropicais” existisse por cá. Mas existe e não muito longe de nós citadinos, desde que habite próximo de ribeiras com pequenos peixes e anfíbios e vegetação suficientemente densa. Já avistei um junto à ribeira que passa junto ao centro histórico de Oeiras e o local não é dos mais limpos… Mas o momento alto do encontro foi quando ao final do dia avistámos um Ibis! Mas que ave mais fantástica! Nunca tinha visto ao vivo!

Durante o encontro houve outro momento inesquecível: o pic nic! A Dina e o Luís fizeram uma prospecção, escolheram um grande pinheiro manso e lá nos instalámos. Qual não foi o nosso espanto, quando colocaram em cima da toalha duas caixas que emitiam uns sons estranhos. Eram piriquitos que caíram do ninho e que trouxeram para alimentar de duas em duas horas! Foi o delírio!

Com ajuda de outros sketchers, entre eles o João Matos dos Évora Sketchers, penso que avistei as seguintes aves ribeirinhas “pastando” no lodo do Cais Palafítico (seguir links para saber mais sobre as espécies):

Cais Palafitico - Rita Care 2015 (1) - 800 Cais Palafitico - Rita Care 2015 (2) - 800 Cais Palafitico - Rita Care 2015 (3) - 800

Este slideshow necessita de JavaScript.

Anúncios

Em direcção à Evolução: com Darwin no Beagle

Demorei-me 4 horas pela exposição “A Viagem de Darwin” que está no Templo da Poesia, em Oeiras. Sai, almocei e voltei. Li muitos dos textos, mas muito ficou para ler… quando é que os coordenadores destes projectos percebem que uma exposição não é um livro…?

Demorei-me, porque gostei de relembrar essa viagem de cinco anos à volta do mundo que mudou o rumo do conhecimento da História Natural pelas ideias de Charles Darwin. Há objectos, maquetes e modelos em tamanho real, o que é o ideal para rabiscos!

Gostei muito de um módulo que não desenhei e que mostra a comparação dos bicos de aves que existiam em diferentes ilhas Galápagos com uma série de alicates com pontas diferentes, cada um adequado para cumprir diferentes funções.

A vista do varadim do edifício do Templo da Poesia, no Parque dos Poetas, é deslumbrante. Vê-se tudo desde Lisboa, Almada, Costa da Caparica e muito mais longe até perder de vista, a Cascais e Sintra.

Estive mais de uma semana para finalizar os desenhos… Finalmente ontem sentei-me numa esplanada da marina de Oeiras, com vista para Lisboa e para a Trafaria e entretive-me a usar uma caneta fina e uma média e café.

Darwin-TemploPoesia 3 - Rita Care 2015 - 800

Darwin-TemploPoesia 2 - Rita Care 2015 - 800

Darwin-TemploPoesia 1 - Rita Care 2015 - 800