“Cada árvore é um ser para ser em nós”

No último workshop L1B da Manuela Rolão a artista convidada foi a Teresa Ogando. O tema foi poesia e árvores na Quinta da Fidalga, Seixal.

O resultado ali em baixo teve como inspiração um poema de António Ramos Rosa que pode ser lido ACOLÁ.

E agora, pergunto-me: Rita, porquê que não fazes estes jogos rabiscados poéticos mais vezes nos teus cadernos… hum?

Esta composição está muito previsível, não está?… Está demasiado racional…

Para verem os belos rabiscos do workshop é visitar ALI  e para lerem um poema deste autor sobre DESENHOS seguir por ACOLI.

Rita Care - WS L1B, Seixal - Poesia e Arvores - Jul2017 red

Anúncios

“Bonsai” da rotunda do Estoril

Na Rotunda do Estoril, depois da estação de comboios, na direcção de Cascais, há uma rotunda recheada de árvores magníficas que fazem lembrar bonsais. Não sei se são mesmo bonsais, mas a rotunda chamava por mim há demasiado tempo.

Continuo nas experiências digitais, claro. Retirei uma das árvores do contexto, cuja paisagem é a entrada de um hotel e coloquei-a à beira-mar “plantada”.

rita-care-bonsais-oliveira-jan-2017-800

Parque D. Carlos I, Caldas

Para além dos cisnes e dos gansos também rabisquei rápida e descomprometidamente as vistas da esplanada do Parque D. Carlos I, acompanhada de excelentes petiscos. O café-restaurante do parque foi renovado e está fantástico!

Senti um despertar do comércio das Caldas da Rainha nesta visita. Pelo menos há vários novos restaurantes…

Rita Care - CaldasParqueD.CarlosI - Jun2016 (3) (1024x706)
Vista da esplanada do Parque D. Carlos I
Rita Care - CaldasParqueD.CarlosI - Jun2016 (4) (1024x710)
Coreto do Parque D. Carlos I

Árvore desenhada em momento e local “desconhecidos”

Não me consigo recordar onde iniciei este desenho que jamais será terminado… Sei que o fiz em 2015…

O cartão da hemeroteca, colei-o apenas no lugar do caderno onde havia espaço. Lembro-me bem do desenho que fiz no dia dessa visita, com quem estava e onde fomos mais depois, ou talvez antes, da visita à hemeroteca. Fomos ao Centro Islâmico de Lisboa, ali ao lado. Um local onde o silêncio e geometria moram.

Rita Care - Hemeroteca e Não sei... 2015 - 1000

15 Agosto – Worskhop – Desenhar “Coisas Verdes” e Borboletas com Lápis-de-cor – S. Domingos Rana (Cascais)

Folhas de Eucalipto com técnicas de lápis-de-cor-aguarelável by Rita Caré (2014)
Folhas de Eucalipto com técnicas de lápis-de-cor-aguarelável

Worskhop
Desenhar e Pintar “Coisas Verdes” e Borboletas
com Lápis-de-cor

RESULTADOS AQUI

QUANDO e ONDE?
15 Agosto 2015 – 15h-18h30 (Sábado)
Parque Urbano Quinta de Rana, São Domingos de Rana (Cascais)

TEMAS?
“Coisas Verdes” – conhecidas também por ervas (daninhas ou não), folhas, plantas, frutos, flores e árvores – e borboletas.

PROGRAMA?
– Introdução ao uso dos diários gráficos no dia-a-dia e seus benefícios
– Introdução ao desenho de observação com linha e contorno e às técnicas com lápis-de-cor-aguareláveis
– Exercícios com composição de “coisas verdes” e borboletas e paisagem urbana de um jardim.

MATERIAIS NECESSÁRIOS?
– Os participantes devem levar caderno A5 ou A6 e lápis-de-cor aguarelável e são livres de levar consigo outros materiais. Se não tem lápis-de-cor aguareláveis deve falar comigo antes de fazer investimentos!
– Empresto lápis de grafite, borrachas, canetas/esferográficas pretas e pincéis.
– Recomenda-se banco ou cadeira portátil (de praia/campismo), chapéu, água e lanche.

DURAÇÃO?
3h30 de formação

PARA QUEM?
– Para todos os que estão convencidos que nunca saberão desenhar e pintar.
– Para todos os que estão já convencidos que conseguem desenhar e pintar, mas que querem aprender mais
– Para maiores de 11 anos

INSCRIÇÃO OBRIGATÓRIA
17,00 / Participante
15,00 / Participante para “repetentes” nos WS Papiro papirus, participantes activos nos encontros dos Foto&Sketchers 2´´ e para pares (casais, irmãos, adulto+jovem, etc.)!

Nota – Esta actividade terá o máximo de 8 participantes

CONTACTOS
Rita Caré . 913 159 291 . rita.s.care@gmail.com
https://papiropapirus.wordpress.com

Ameixoeira

Adoro esta coisa de usar primeiro a aguarela e a caneta depois,  porque me divirto claro.  Foi esta a proposta para o jardim da Casa João do Rio da Maria Celeste. Aproveita-se as aguadas para a textura “mágica” de aguarela para nos divertirmos com o desenho a seguir.

Rita Caré - 9maio2015 - Arvore João Rio - 72