Há papéis e papéis | Resultados à vista

Às vezes não gostamos dos resultados dos nossos trabalhos com aguarela e não percebemos porquê. Isso pode acontecer tanto por causa da qualidade dos pigmentos utilizados e/ou por causa do papel.

Não se pode esperar o mesmo quando se trabalha com pigmentos de gamas infantis, de gamas para estudante académico ou de gamas profissionais. E também não se pode esperar o mesmo de diferentes papéis. Materiais diferentes levam a resultados diferentes. Os preços variam muito. No caso dos materiais para a aguarela, a meu ver compensa comprar materiais de marcas reconhecidas e gamas académicas. Recomendo que as pessoas evitem materiais de gama infantil se querem resultados que as façam felizes.

Rita Care - Amadeo - Aguarela em Abstracto Ago 2017 (2)
Diferentes papéis para aguarela. À esquerda Inart 250 g/m2 de grão fino. À direita Canson XL Aquarelle 300 g/m2 de grão médio.

Recentemente ofereceram-me uma folha de um papel da Inart para aguarela (bloco de 12 folhas) de 250 g/m2 de grão fino – é a imagem à esquerda. Assim que secou, parece que o papel “comeu” as cores. Ficaram muito baças.

Tinha comigo umas folhas do papel Canson XL Aquarelle (bloco de 30 folhas) de 300 g/m2 de grão médio e então refiz o desenho a lápis e voltei a pintar – é a imagem à direita.

Estes papéis são de gamas para estudante académico e vendem-se em blocos. O preço por folha é mais barato no caso do Canson XL Aquarelle.

Em ambas as folhas  foram utilizados pigmentos da Van Gogh (gama de estudante académico da marca Talens) e da White Night.

Qual dos papéis escolheria?

No próximo dia 5 de Novembro de 2017, em Lisboa, falarei deste assunto e de vários outros no Workshop “Amadeo com Aguarela – Iniciação à Aguarela e ao Abstracto”. Em breve divulgarei o programa e outros detalhes. Se quiser saber mais informações escreva para o meu e-mail – rita.s.care@gmail.com

 

Rita Care - Amadeo - Aguarela em Abstracto Ago 2017 (1)
Papel de aguarela Inart 250 g/m2 de grão fino mostrado na imagem em cima à esquerda.

 

 

Anúncios

Outono é…

O meu avô fez 90 anos e estou na Beira Alta.

Inspirada por uma publicação Outonal da Marilisa com o texto “O Outono é…”, senti-me desafiada e com umas cócegas para ir com urgência desenhar folhas de árvores, que ficam amarelas e vermelhas na mais bela estação.

O desenho foi feito directamente a caneta com técnica de desenho-cego para cada folha. Demorei o meu Tempo, vagarosamente, a pintar. O segundo dia de Outono foi maravilhoso, com aquele friozinho de manhã, sol quente todo o dia e as cores típicas da estação, com um pôr-de-sol fantástico.

Rita Care - Outono na Beira Alta Set 2017 (2) red

Na Exposição Ciência em Rabiscos

rabiscos_logo_banner_web2017

 EXPOSIÇÃO

Ciência em Rabiscos
– Urban Sketching no ITQB NOVA –
 
27 Setembro a 17 de Outubro de 2017, Oeiras
Os meus desenhos concretizados no Dia Aberto do ITQB NOVA, em Oeiras, estarão expostos na exposição “Ciência em Rabiscos: Urban Sketching no ITQB NOVA”, patente junto ao bar do instituto, a partir de 27 de Setembro e até 17 de Outubro de 2017.
Obrigada a todos os sketchers que partilharam os seus trabalhos, aos investigadores que deram apoio à actividade e à equipa de comunicação do ITQB NOVA, pelo apoio na organização da actividade e da exposição.
Visitem!
Mais informações ALI 

 

Coisas, Árvores e Cisnes do Parque D. Carlos I, Caldas

O Parque D. Carlos I, em Caldas da Rainha, está cada vez mais agradável para ficarmos por lá muito tempo. Por exemplo, na grande esplanada do bar-restaurante completamente renovado há um par de anos – tem lá dentro umas peças muito rabiscáveis como se pode ver na primeira imagem e é melhor nem explicar sobre as iguarias… Também em redor do lago e do Museu José Malhoa não faltam bancos e cadeirões lindos para ficarmos muito tempo a observar a paisagem a mudar para tons de Outono, as grandes árvores e as folhas a cair dos Plátanos, as esculturas e as estátuas – contei 11 só do relvado do Museu José Malhoa!! – e a bicharada variada habitante do lago (patos, gansos-brancos, gansos de outras cores, cisnes-brancos e cisnes-negros, pavões e outras aves…).

Encontro Rabiscos - ParqueDCarlosI-Caldas-2Set2017 (10)
Composição de “pedaços” do Parque D. Carlos I e do bar Raízes
Encontro Rabiscos - ParqueDCarlosI-Caldas-2Set2017 (11)
Aproveitei umas aguadas que já tinha para lhe plantar umas árvores do parque
Encontro Rabiscos - ParqueDCarlosI-Caldas-2Set2017 (15)
Cisne-negro da Austrália protegendo o seu ninho
(a fêmea é o rabisco mais em cima à esquerda – não tem penas brancas na cauda)

 

Rabiscos para o almoço: Hambúrguer colorido

É uma oportunidade muito descansada já estar almoçada enquanto os outros almoçam, porque dá para pintalgar a comida alheia calmamente.

Acho que fiz estardalhaço a mais com os vegetais e as batatas fritas estavam mais amontoadas. É impressionante como só reparamos em alguns detalhes depois de se fotografar, digitalizar e/ou publicar as imagens.

Rita Care - Hamburguer, Cascais, Ago2017 red

 

Parque das Nações à espera da Mega Lua

As nossas intenções eram muito boas: ir ver nascer a Mega Lua de Agosto… Está bem, está… Pôs-se um vendaval e nuvens… Ainda vimos a Lua Gigante enorme mesmo em frente da marina do Parque das Nações, em Lisboa, mas puff! Logo de seguida subiu para trás das nuvens.

Valeu o momento de adrenalina quando olhei de repente para o céu e ela estava lá ENORME, ainda meio desvanecida com a claridade do dia.

E valeu pela converseta, claro. Desenhei o Mário no caderno, mas é melhor não falarmos mais disso… ;-)

Rita Care - Parque das Nacoes - Ago 2017 (1) red

Rita Care - Parque das Nacoes - Ago 2017 (2) red

 

 

“Cada árvore é um ser para ser em nós”

No último workshop L1B da Manuela Rolão a artista convidada foi a Teresa Ogando. O tema foi poesia e árvores na Quinta da Fidalga, Seixal.

O resultado ali em baixo teve como inspiração um poema de António Ramos Rosa que pode ser lido ACOLÁ.

E agora, pergunto-me: Rita, porquê que não fazes estes jogos rabiscados poéticos mais vezes nos teus cadernos… hum?

Esta composição está muito previsível, não está?… Está demasiado racional…

Para verem os belos rabiscos do workshop é visitar ALI  e para lerem um poema deste autor sobre DESENHOS seguir por ACOLI.

Rita Care - WS L1B, Seixal - Poesia e Arvores - Jul2017 red