Pic Nic com bebé aguarelado

Anúncios

9 Set | Workshop – Afinal consigo desenhar e aguarelar!

9Set17 - ws-urbansketching-rita-care-papiro-papirus

 

WORKSHOP
Afinal consigo Desenhar e Aguarelar!
Introdução ao Urban Sketching

9 Setembro 2017 (Sábado)
Parque Marechal Carmona, Cascais

OBJECTIVOS
– Fornecer ferramentas para que os participantes adquiram bases para a prática de desenho urbano de observação à vista (conhecido por Urban Sketching) em diários gráficos, através de técnicas de desenho com linha e de técnicas de aguarela com pincel de reservatório.
– Motivar os participantes para actividades de Urban Sketching em grupo ou individualmente.

PROGRAMA DA MANHÃ – 10-13h
– Introdução ao Urban Sketching e à sua importância para a vida do dia-a-dia dos Urban Sketchers (exemplos de trabalhos próprios e de outros autores).
– Breve introdução à teoria da cor e experiências com aguarela.
– Introdução a técnicas de aguarela com pincel de reservatório.
– Introdução a técnicas de desenho de observação à vista com linha.
– Ao longo da sessão serão propostos vários desafios/exercícios a serem partilhados e debatidos entre a formadora e os participantes de forma construtiva.

ALMOÇO LIVRE

PROGRAMA DA TARDE – 14h00-18h00
– Exercícios de Urban Sketching propostos para explorar proporções, composição e mancha de aguarela de forma criativa.
– Os trabalhos serão partilhados e debatidos entre a formadora e os participantes de forma construtiva.

MATERIAIS OBRIGATÓRIOS
– Caneta preta impermeável à água. Por exemplo, canetas técnicas (0,3 ou 0,5) da Sakura, Uni Ball, Pentel ou outra marca, caneta (0,5) Roller Uni Ball Eye Micro (à venda nos grandes supermercados e papelarias) ou esferográfica BiC da gama Soft  (à venda nos supermercados e papelarias).
– Caixa portátil com pastilhas de aguarela (evitar aguarelas de gama infantil/escolar que têm pastilha redonda grande)
– Pincel de Reservatório de dimensão média. Por exemplo, da Pentel ou da Sakura

OFERTA DE CADERNO

MATERIAIS RECOMENDADOS:
– Banco tripé / portátil

IDADE
– Adultos e jovens a partir dos 12 anos

Nº MÁXIMO DE PARTICIPANTES:
8 pessoas

PREÇO E OUTRAS INFORMAÇÕES
Sob consulta – Envie-me um e-mail, por favor.

FORMADORA
Rita Caré
Projecto Papiro papirus – Rabiscos e Aguarelas
https://papiropapirus.wordpress.com
rita.s.care@gmail.com | +351 913 159 291

___

Exemplos de Urban Sketching com caneta e Aguarela

 

 

Lago do Convento e o Aqueduto | Herdade da Mitra

O último workshop que orientei – e já sentia falta! – foi para seis investigadores e realizado na Herdade da Mitra da Universidade de Évora. Foi mais um daqueles momentos especiais, muito além do próprio workshop. Vieram à tona memórias que me são muito estimadas…

Cheguei bem cedo e decidi visitar a Anta-Ermida de Nossa Senhora do Livramento.

rita-care-anta-ermida-livramento-h-mitra-evora-14jan2017
Rabisco num caderno “que não se vê” na Anta-Ermida de Nossa Senhora do Livramento, Évora.

Regressar à Mitra foi voltar a um local que adoro e que visitei várias vezes nos anos de faculdade, porque a minha amiga mais antiga aí se licenciou em Engenharia Zootécnica.

Voltei a ver o Rui, primeiro autor do único artigo científico que escrevi enquanto bióloga (ainda éramos estudantes universitários!) sobre a importância dos jardins de Lisboa para a comunidade de aves que lá passam o Inverno. Nesse longínquo ano de 1998-99, passei várias horas com o Rui e outros três colegas a percorrer jardins e a aprender a identificá-las através de observação com binóculos e pelo canto – ainda hoje ando com um guia e uns binóculos na bagageira do carro, mas raras vezes lhes dou uso…

Durante o almoço do workshop, alguns membros do grupo passaram o tempo a identificar aves pelo canto.

rita-care-herdade-da-mitra-evora-14jan2017
Exemplo para um dos exercícios realizado no lago do Convento do Bom Jesus de Valverde com vistas para o Aqueduto.

Mesmo sob “frio polar” lá fomos em exploração de algumas vistas da Mitra para exercícios de rabiscos. O grupo produziu extraordinários desenhos que me deixaram radiante!!

Clicar nas fotos para ver maior

Obrigada pelo convite, pela organização e pela cedência da sala!!

Espero ver-vos a todos por aí com rabiscos,
por exemplo num dos encontros dos Évora Sketchers! :)

Workshop Urban Sketching em Évora

ws-urbansketching-rita-care-papiro-papirus

WORKSHOP DE URBAN SKETCHING,
DESENHO E AGUARELA
14 Janeiro de 2017, Évora

RESULTADOS PUBLICADOS ALI!

OBJECTIVOS
– Fornecer ferramentas para que os participantes tenham bases para a prática de desenho urbano de observação à vista (Urban Sketching) em diários gráficos, através de técnicas de desenho com linha e de técnicas de aguarela com pincel de reservatório.
– Motivar os participantes para actividades de Urban Sketching em grupo ou individualmente.

PROGRAMA DA MANHÃ – 10-13h
– Introdução ao Urban Sketching e à sua importância para a vida do dia-a-dia dos Urban Sketchers (exemplos de trabalhos próprios e de outros autores).
– Breve introdução à teoria da cor e experiências com aguarela em folhas soltas (oferta as folhas)
– Introdução a técnicas de desenho de observação à vista com linha
– Introdução a técnicas de aguarela com pincel de reservatório
– Ao longo da sessão serão propostos vários desafios/exercícios a serem partilhados e debatidos entre a formadora e os participantes de forma construtiva.

ALMOÇO LIVRE

PROGRAMA DA TARDE – 14h30-18h30
– Exercícios de Urban Sketching propostos para explorar proporções, composição e mancha de aguarela de forma criativa.
– Os trabalhos serão partilhados e debatidos entre a formadora e os participantes de forma construtiva.

MATERIAIS OBRIGATÓRIOS
– Caderno A6 ou A5 com papel (pouco rugoso) de 160g/m2 ou mais
– Caneta preta impermeável à água. Por exemplo, canetas técnicas (0,3 ou 0,5) da Sakura, Uni Ball, Pentel ou outra marca, caneta (0,5) Roller Uni Ball Eye Micro (à venda nos grandes supermercados e papelarias) ou esferográfica BiC da gama Soft  (à venda nos supermercados e papelarias).
– Caixa portátil com pastilhas de aguarela (evitar aguarelas de gama infantil/escolar que têm pastilha redonda grande)
– Pincel de Reservatório de dimensão média

MATERIAIS RECOMENDADOS:
– Banco tripé / portátil
– Luvas “sem dedos” se estiver frio

VALOR
Sob consulta

FORMADORA
Rita Caré
Projecto Papiro papirus – Rabiscos e Aguarelas
https://papiropapirus.wordpress.com
+351 913 159 291 | rita.s.care@gmail.com

19 Junho | Workshop 2 em 1 | Afinal consigo desenhar nos Jardins do Marquês, Oeiras

Workshop
Afinal consigo desenhar e pintar
nos Jardins do Marquês

Todo o dia ou só à tarde
Carcavelos e Oeiras

Opção 1 (recomendado a iniciados)
10h-13h00 – Iniciação ao desenho e à aguarela em ambiente de atelier, Carcavelos
15h-18h30 – Sessão de urban sketching nos Jardins do Palácio do Marquês de Pombal, Oeiras.

Opção 2 
15h-18h30 – Sessão de urban sketching nos Jardins do Palácio do Marquês de Pombal, Oeiras.

 

PARA QUEM?
Para todos os que estão convencidos que nunca saberão desenhar e pintar.
– Para todos os que estão já convencidos que conseguem desenhar e pintar, mas que querem aprender mais
– Para maiores de 11 anos se acompanhados por adulto

PROGRAMA?
– Introdução ao uso dos diários gráficos no dia-a-dia e seus benefícios
– Exemplos de diários gráficos de diferentes autores e suas abordagens
– Exercícios de introdução ao desenho de contorno (com lápis e/ou caneta) e à aguarela com uso de pincel de reservatório (aguada livre, cores, volume e sombras)
– Exercícios de desenho e aguarela com composição de, esculturas, edifícios, outros “objectos” e paisagem dos Jardins do Palácio do Marquês de Pombal.

INSCRIÇÃO OBRIGATÓRIO

Valores sob consulta

 

CONTACTOS
Rita Caré . 913 159 291 . rita.s.care@gmail.com
https://papiropapirus.wordpress.com

Workshop de Diários Gráficos na Biblioteca da Trafaria

O Henrique Vogado e eu orientamos um workshop de diários gráficos em agendas inutilizadas (mas novas!) na Biblioteca da Trafaria.

Ficam aqui os exercícios que propus e o exercício proposto pelo Henrique e que não terminei (ainda…).

Rita Care - WS-BiblioTrafaria 14maio2016 (1) (1024x685)
César Caldeira em Desenho cego
Rita Care - WS-BiblioTrafaria 14maio2016 (2) (1024x706)
Desenho cego do modelo de barco produzido pelo artesão Carlos Santos
Rita Care - WS-BiblioTrafaria 14maio2016 (3) (1024x682)
Desenho cego de modelo de barco produzido pelo artesão Carlos Santos
Rita Care - WS-BiblioTrafaria 14maio2016 (4) (684x1024)
César Caldeira em Desenho semi-cego
Rita Care - WS-BiblioTrafaria 14maio2016 (5) (1024x717)
Desenho de composição de partes da biblioteca (proposta do Henrique Vogado) ainda não terminado. Utilizei por escolha própria a técnica de desenho semi-cego.

 

O César Caldeira organizou um álbum de fotos com fotos dele, do Henrique e minhas AQUI. E mais reportagem do César Caldeira ACOLÁ!

Mais desenhos da parte da tarde no Encontro USkP na Trafaria ALI!

 

 

“Gatafunhices” na Fábrica da Nata, no MUDE e na Livraria de Oeiras

Sempre que possível faço desenhos preparatórios dos locais visitados durante os workshops de diários gráficos para melhor pensar e explorar ideias de exercícios. Quase não desenho durante as formações. Só o básico para dar exemplos de técnicas. Acontece-me quase sempre sentir uma ânsia desenfreada por desenhar depois de os terminar.

No Domingo foi um desses dias! Desenhei na Fábrica da Nata antes de ir para o workshop , em Lisboa (com perspectivas e outras particularidades descaradamente inventadas…).

Rita Care - Fabricanata, lx - 8maio2016 (1024x682)
Desenho no local

 

Rita Care - Fabricanata, lx - 8maio2016 - cor (1024x642)
Pinturas ao almoço

 

Rita Care - Carro ovoBMW - Desenho cego (1024x588)
BMW “ovo” em linha de contorno e desenho cego

 

Rita Care - Carro ovoBMW - Desenho semi cego (1024x593)
BMW “ovo” em linha de contorno e desenho semi-cego e a “correr”…

 

Desenhei cego e semi-cego (a correr desastradamente…) o BMW “ovo” do MUDE – Museu do Design e da Moda – e ainda…!
Assim que pude sentei-me no meio do chão mesmo em frente da Gatafunho a desenhar a entrada exterior e a montra…
É que para se ser “urban sketcher” mais “urban sketcher” tem que ser sentada no chão ;-)

 
 

Rita Care - Gatafunho, Oeiras - 8maio2016 (1024x793)
A pintar a Gatafunho na Barra de Chá Villa, Palácio do Egipto, Oeiras 

 

A Gatafunho é a livraria do Centro Histórico de Oeiras, que fica mesmo em frente à porta da Igreja Matriz. Tem um aviso na porta: “Há hora do conto todos os Domingos às 11h30”. Os livros são novos e usados e para todas as idades. Os títulos na montra são um petisco para mim e para a Alice (2 anos). Ai a Tia Titá perde-se com estes temas apetitosos com vazio(s), balbúrdia(s) (uma palavra muito gira, tal como gatafunhices, badalhuquices, rabiscos…), bandidos…