Coisas, Árvores e Cisnes do Parque D. Carlos I, Caldas

O Parque D. Carlos I, em Caldas da Rainha, está cada vez mais agradável para ficarmos por lá muito tempo. Por exemplo, na grande esplanada do bar-restaurante completamente renovado há um par de anos – tem lá dentro umas peças muito rabiscáveis como se pode ver na primeira imagem e é melhor nem explicar sobre as iguarias… Também em redor do lago e do Museu José Malhoa não faltam bancos e cadeirões lindos para ficarmos muito tempo a observar a paisagem a mudar para tons de Outono, as grandes árvores e as folhas a cair dos Plátanos, as esculturas e as estátuas – contei 11 só do relvado do Museu José Malhoa!! – e a bicharada variada habitante do lago (patos, gansos-brancos, gansos de outras cores, cisnes-brancos e cisnes-negros, pavões e outras aves…).

Encontro Rabiscos - ParqueDCarlosI-Caldas-2Set2017 (10)
Composição de “pedaços” do Parque D. Carlos I e do bar Raízes
Encontro Rabiscos - ParqueDCarlosI-Caldas-2Set2017 (11)
Aproveitei umas aguadas que já tinha para lhe plantar umas árvores do parque
Encontro Rabiscos - ParqueDCarlosI-Caldas-2Set2017 (15)
Cisne-negro da Austrália protegendo o seu ninho
(a fêmea é o rabisco mais em cima à esquerda – não tem penas brancas na cauda)

 

Anúncios

Superar-nos no Museu da Marioneta

O Encontro dos Foto&Sketchers 2 Linhas no Museu da Marioneta, no início de Novembro foi um sucesso. Não tanto pelo número de participantes, que bateu o record de 24, mas pelo nosso entusiasmo e empenho, pela qualidade e grande número de desenhos por participante em apenas três horas. É mesmo impressionante. Acho que nos superámos, também inspirados pelos objectos expostos no Museu.

Só agora terminei de aguarelar os meus desenhos que já tinha publicado no blog do grupo apenas com linha AQUI.

Gosto muito deste primeiro, por causa das cores muito garridas do boneco do lado esquerdo e da perspectiva muito acentuada e divertida do conjunto do lado direito.

rita-care-fs-2-mmarioneta-nov-2016-3

Gosto de me tornar previsível ao escolher o boneco do meio vestido com o tecido das riscas – alguém me informou que pois claro que iria escolher aquele… Este azul é a minha cor e foi exactamente pela cor que o escolhi para o meu caderno.

rita-care-fs-2-mmarioneta-nov-2016-1

Gosto tanto da bonecada do filme Português de animação “A Suspeita”, que pode ser visto ACOLÁ.

rita-care-fs-2-mmarioneta-nov-2016-2

As fotos que escolhi estão ALI.

Não posso deixar de comentar sobre os textos deste museu, ou a sua ausência, ou a sua inacessibilidade física, num local que é um monumento à actividade de Contar Histórias, essa característica extraordinária dos Seres Humanos, que teve um contributo fundamental para sobrevivermos e evoluirmos até este ponto, devido à nossa capacidade única,  entre todos os seres vivos (até ver), de passar conhecimento sobre o passado aos descendentes.

Constou-me que o museu tem disponíveis áudio-guias “excelentes”. Mas, os audio-guias chegam quando são muito os visitantes no espaço? Os áudio-guias substituem informações básicas de contexto das peças expostas que não estão disponíveis por escrito? Não, do meu ponto de vista, se é contar histórias sobre os objectos que o museu deseja. Não é isso que todos os museus deveriam ambicionar?

O Mar e o Jardim em Cascais e o Lumina

Participei no 1º dos encontros incluído na Semana a Desenhar na Rua, organizado pela Oficina do Desenho nas ruas de Cascais. No nosso percurso parámos no miradouro para a Baía de Cascais, junto à estátua do Rei D. Carlos I e no Parque Marechal Carmona.

Passei o Verão a experimentar materiais que uso pouco: caderno de papel kraft, lápis-de-cor, lápis de pastel branco e canetas de feltro. Ontem fui ainda mais longe e usei esferográficas de cores.

rita-care-cascais-10set2016-1000

Desenhei o Rei D. Carlos I já praticamente às escuras e portanto digamos que inventei muito…

Depois arrastei-me por Cascais atraída pelas instalações do Lumina 2016 – Festival de Luz, que está também a acontecer por estes dias. Há peças muito belas de luz fria que nos aquecem a alma.

Serra da Arrábida

em pré-estudo de sinalética em Tróia.

Rita Care - Arrabida 2016 (1024x791)

Rita Care - Golfinhos - Troia 2016

Faz-me confusão os barcos turísticos a seguirem os golfinhos roazes… Mas é certo que é uma importante actividade que contribui para as melhores condições ambientais promovidas, nas últimas décadas, por aquelas redondezas. Mas a população de golfinhos continua a não melhorar…

 

Do Miradouro da Arrentela, Seixal

A Manuela e a Alice Rolão escolheram um local maravilhoso para as celebrações do 30º Workshop de Diários Gráficos da L1B!

Fomos brindadas por uma vista maravilhosa do Miradouro da Arrentela, no Seixal, muito a condizer com a luz da manhã de Verão, com cores muito fortes, esbatidas com o passar das horas e a temperatura a subir… nós muito abrigadas por baixo da pérgola abraçada por plantas e pelo fresco.

Não visitava o Seixal há tempo demais…

Rita Care - Seixal - 9jul2016 (1) (1024x576)

Desta vez não faltaram petiscos num dos locais predilectos da Manuela, a Pastelices, onde bebi um chá frio divinal.

Rita Care - WSL1B - Seixal - 9jul2016 (4) (1024x764)

Cisnes e gansos no Parque D. Carlos I, Caldas

No primeiro dia de férias nas Caldas da Rainha visitei o Parque D. Carlos I, porque estava a pensar há muito tempo que tinha que desenhar estes novos cadeirões vermelhos “plantados” e que trouxeram tanta cor ao local – há muitos anos que adorava ter um destes em casa, mas nunca encontrei.

Fui presenteada com estas cenas no relvado. Sentei-me num dos cadeirões muito quieta  e confortável, durante muito tempo para não os assustar, a desfrutar daquele cenário.

Entretanto, uma “coisa” dentro de mim começou a questionar-me sobre o que é que eu estava a fazer assim quieta quando tinha os momentos perfeitos para trazer dentro do caderno: uns modelos lindos muito sossegados a “pastar” e materiais dentro da mochila.

Rita Care - CaldasParqueD.CarlosI - Jun2016 (1) (1024x646)
Cisnes no Parque D. Carlos I

 

Estive mais de uma hora ali. As pessoas passavam, tiravam fotos, e os cisnes, enormes, não pareceram nada incomodados mesmo com tantos pequenos para cuidar. Os “pequenos” dos cisnes tinham quase o tamanho dos patos!

 

Rita Care - CaldasParqueD.CarlosI - Jun2016 (2) (1024x614)
Gansos no Parque D. Carlos I

Liverpool – Reportagem: Rabiscos à beira d’água

Experiências de aguarela e perfis do céu à beira de água em Liverpool.