Almoço de fuga de cérebros e brindes de margaritas em happy hour para novos PhDs

A equipa do laboratório foi almoçar a um Japonês para festejar, porque afinal dois vão em fuga para prosseguir a sua carreira científica e outros dois concretizaram um sonho há muito desejado: bolsas de doutoramento para 4 anos.

FugaDeCerebros-NovosPhDs-RitaCare-16Jan2015-1-800

Dois dos investigadores do nosso laboratório emigram no fim do mês para países longínquos: um para o Japão – por pelo menos um ano – e o outro com a família – por tempo indeterminado – para um estranho e minúsculo país das Caraíbas.

Eu brinco com a expressão “fuga de cérebros” muito na moda, mas realista – há que dar continuação a vidas inteiras dedicadas e comprometidas com o estudo e a investigação científica de elevada qualidade e um deles respondeu que “é a exportação dos cérebros”. Se fosse exportação haveria contrapartidas para Portugal, o que não acontece em nenhum dos casos. É assim que Portugal deita fora o muito elevado investimento financeiro (em bolsas e projectos de investigação) que fez nas vidas destas pessoas.

FugaDeCerebros-NovosPhDs-RitaCare-16Jan2015-2-800

Felizes com os novos doutorandos festejámos na happy hour com margaritas e petiscos ao final da tarde.

FugaDeCerebros-NovosPhDs-RitaCare-16Jan2015-3-800

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s